JÁ FOI
  • Informações
  • Início: 03/05/2018
  • Duração: 4 encontros
  • Dias: Quintas-Feiras
  • Horário: das 20h às 22h
  • Valor: de R$ 740,00
    por R$ 629,00
 

Temas contemporâneos

Neurociência, Cinema e Música

Como perceber o mundo?
com Francisco Rômulo Monte Ferreira e Marcelo Muniz

Atenção: este curso é ministrado presencialmente na Casa do Saber (rua dr. Mario Ferraz, 414, São Paulo). Caso queira acompanhar via internet, consulte a área “Ao Vivo/ On-line” do site. A matrícula na turma presencial não possibilita o acesso à versão on-line do curso e vice-versa.

O curso apresenta as transformações provocadas pela possibilidade de gravação e reprodução do som com a invenção do fonógrafo, a formação do cinema e estudos sobre a percepção e o papel do som nessa interface. Ao unir as descobertas mais recentes em neurociência e cognição, os encontros exploram a relação entre aspectos do desenvolvimento estético e tecnológico de som/imagem e as transformações na sua forma de apreensão pelo cérebro humano.
 

Conta a história que a primeira sessão de cinema foi marcada por uma plateia aos gritos, assustada com a chegada de um trem à plataforma na tela imensa. Todos acreditaram, naquele momento, que de fato o trem estaria vindo para cima do público. Hoje em dia parece risível a inocência, mas imagine um mundo em que as dimensões de tempo e espaço, tão dissolvidas pelo cinema contemporâneo, ainda fossem rígidas; alguns avanços tecnológicos atuais só foram possíveis porque, antes, foi possível projetar o inimaginável. O cinema e a música moldaram as formas como as pessoas passaram a perceber o mundo – isso quer dizer, seus cérebros. Você vê o mundo com seus olhos ou com os olhos da cultura audiovisual na qual foi civilizado?


Francisco Rômulo Monte Ferreira

Professor visitante no programa de pós-graduação em neurociências e comportamento do Instituto de...

Marcelo Muniz

Bacharel em física pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), ...
  • 1
    03/05 A origem do cinema e o problema da percepção.
    Exibição de cenas selecionadas de obras do início do século 20.


  • 2
    10/05 Percepção visual e auditiva.
    Os Irmãos Lumière [La sortie de l’Usine Lumière à Lyon (1895) e L’árrivée d’um train a la Ciotat (1896)], Le Melómane (Georges Méliès, 1903); The Jazz Singer (Alan Crosland, 1927) e outras obras.


  • 3
    17/05 Música, som e cinema.
    Persona (Ingmar Bergman, 1966); Les Vacances de Monsieur Hulot (Jacques Tati, 1953); Metropolis (Fritz Lang, 1925-26) e outros.


  • 4
    24/05 O problema da realidade no cinema.
    Nanook of the North (Robert J. Flaherty, 1922); Moana (Robert J. Flaherty, 1926); Man of Aran (Robert J. Flaherty, 1934) e Drifters (John Grierson, 1929).



    • Aguarde o carregamento ... Carregando...
Cálculos das Parcelas
1 x R$629,00
2 x R$314,50
3 x R$209,67
4 x R$157,25

Quem Somos Nós?Instagram
PARCERIA
RÁDIO OFICIAL
APOIO