JÁ FOI
  • Informações
  • Início: 08/10/2013
  • Duração: 3 encontros
  • Dias: Terças-Feiras
  • Horário: das 20h às 22h
  • Valor: 2x de R$195,00
 

Música

Lamartine Babo, Ary Barroso e Noel Rosa

A Era de Ouro da música brasileira
com Zuza Homem de Mello Foi com a evolução do maxixe para o samba que se estabeleceu nos anos 1930 o padrão do ritmo brasileiro que vigorou por todo o século 20 sem sair de cena até hoje. Com a marchinha carnavalesca, o samba compõe o conjunto dos dois gêneros que se alastraram através do veículo ideal para sua divulgação em alcance nacional, o rádio. Além de representarem as duas mais benvindas formas da canção brasileira por mais de uma década, ambos foram aperfeiçoados extraordinariamente através de três exponenciais artistas que, vivendo no mesmo período e na mesma cidade, se profissionalizaram como compositores. Os cariocas Lamartine Babo e Noel Rosa e o mineiro Ary Barroso produziram uma obra de tal magnitude que seu conjunto de sambas e marchinhas é o destaque do que se denomina Época de Ouro na música brasileira.
Em cada uma das três aulas deste curso, Zuza Homem de Mello se aprofunda na vida desses artistas e nas canções que consolidaram a música popular do Brasil.

Zuza Homem de Mello

Musicólogo, jornalista e produtor musical. Há mais de 50 anos dedica-se ao garimpo e à divulgação...
  • 1
    08/10 Independente de ter estabelecido os parâmetros da marchinha carnavalesca a razão de Lamartine Babo ser taxado de gênio é bem mais ampla. Lamartine tinha uma intuição tão apurada que criava canções completamente fora do padrão, algumas no mais espantoso grau do nonsense. Misturava português com inglês e outras línguas, ditava as frases de cada instrumento, atacava em qualquer gênero, metia-se em todo tipo de desafio para expressar seu humor e sensibilidade através da música. Era uma usina de criatividade. Com uma produtividade imensa e incessante Lalá foi consagrado como o mais original compositor de sua época, a Época de Ouro.

  • 2
    15/10 Inegavelmente, Ary Barroso, o mineiro de Ubá, foi uma das personalidades mais fascinantes no meio dos compositores de sua época. Basta lembrar que além de pianista, Ary foi festejado narrador de futebol pelo radio, famoso animador de programas de calouros e um prato cheio para alimentar as colunas mundanas em torno das celebridades do Rio de Janeiro nos anos 1940. A obra de Ary poderia ser resumida por uma frase que lhe deu fama internacional: “o autor de Aquarela do Brasil”. Seu sobrenome figura no selo de centenas de discos gravados por músicos e cantores de todo o mundo logo abaixo do titulo de sua canção, “Brasil”. Sua imensa obra abrange vários gêneros da canção brasileira ao longo de três décadas.

  • 3
    17/12 O colossal avanço que Noel Rosa deu às letras da canção brasileira alterou radicalmente o nível de exigência do que viesse a ser criado por seus contemporâneos e pelos que o sucederam. Construída no curto período de sete anos, a obra de Noel Rosa é admiravelmente atual, tendo sido inspirada na paixão pela vida boêmia que levou, para ele mais importante que a própria existência. Noel extraiu sua obra dos episódios tragicômicos entalhados de amor e de extravagancia, legando melodias e versos de abundante imaginação e fertilidade. Possivelmente o mais gravado compositor da Época de Ouro, a vida e a obra de Noel se misturam no mais sedutor romance sobre os compositores da musica popular brasileira


    • Aguarde o carregamento ... Carregando...
Cálculos das Parcelas
1 x R$390,00
2 x R$195,00

Quem Somos Nós?Instagram
PARCERIA
RÁDIO OFICIAL
APOIO