JÁ FOI
  • Informações
  • Início: 04/10/2016
  • Duração: 3 encontros
  • Dias: Terças-Feiras
  • Horário: das 20h às 22h
  • Valor: 3x de R$200,00
 

Gastronomia

Chocolate, Açúcar e Café: Uma Revolução Gastronômica

Com degustações
com Ricardo Maranhão

O curso, uma parceria entre a Casa do Saber e a Academia Brasileira de Gastronomia, apresenta as delícias estimulantes e alimentícias que mudaram hábitos, criaram novas sociabilidades e contribuíram bastante para a formação da própria gastronomia ocidental: o café, o chocolate e o açúcar. A modernidade chegou à civilização ocidental junto com a expansão marítima, e também graças a ela. No plano gastronômico, as novas terras do mundo incorporadas ao domínio colonial europeu proporcionaram uma mudança revolucionária de hábitos.


A revolução começou com o açúcar, que já era cobiçado e raro na Idade Média, graças aos árabes; mas a sua difusão em escala, com as plantações nas ilhas do Atlântico, na América e particularmente no Brasil, modificou muito o cotidiano do Ocidente, domesticou as frutas, criou a profissão de confeiteiro e facilitou o consumo em larga escala de dois outros produtos “exóticos”: o chocolate e o café.


A Academia Brasileira de Gastronomia é uma entidade cultural sem fins lucrativos fundada em 2001. Formada por expoentes da sociedade brasileira e grandes conhecedores do assunto, congrega representantes de diversos setores que não são profissionais de cozinha e nem proprietários de restaurantes, com a finalidade exclusiva de preservar, promover e evoluir a cultura gastronômica própria do nosso país, em todas as suas manifestações culturais. É filiada à Academia Internacional de Gastronomia, mais importante entidade cultural do segmento, com sede na França.


Ricardo Maranhão

Mestre em Ciências Sociais e doutor em História pela USP, ex-professor da Unicamp, atualmente pro...
  • 1
    04/10 Açúcar, a primeira droga moderna.Degustação: figos cristalizados com sorvete de creme. Acompanha licor Amaretto di Saronno (1525)
    • Origens remotas da cana de açúcar, do melado, do mascavo na Insulíndia; contribuição dos chineses e dos árabes.
    • A medicina medieval com o açúcar e sua chegada na Europa
    • Venezianos, o início do refino e comercialização
    • Portugueses: doces e plantação em larga escala nas ilhas do Atlântico e no Brasil
    • Revolução no uso de frutas e implantação da confeitaria e da sobremesa
    • Arte e arquitetura dos doces, pièces-montées, licores, sorvetes, etc.


  • 2
    11/10 Chocolate, do amor, da guerra e do prazer. Degustação: tiramisú com licor de chocolate
    • O cacau, riqueza dos maias e aztecas e o “chocoatl” para os guerreiros, bebida com pimenta para o harém de Montezuma
    • Na Europa, bebida refinada da aristocracia: o acréscimo de açúcar e o papel afrodisíaco
    • Preferências do clero: “chocolate viola o jejum?"
    • Expansão das plantações nas Antilhas, na Venezuela e na Bahia
    • A pasta de chocolate, a indústria e os tabletes: universalização


  • 3
    18/10 A sofisticada cultura do café. Degustação: sorvete de café e café com conhaque Napoleon
    • A descoberta do café como estimulante dos árabes islâmicos
    • Proliferação das lojas de café no Oriente Médio no século 16
    • O café chega à Europa; do preparo turco ao uso do coador
    • Os cafés vienenses: com leite, com xaropes e aguardentes, como sorvete
    • Café e tabaco
    • Cafés franceses: filosofia e arte
    • Cafés ingleses: medicina e ciência
    • O Brasil no mundo do café.


Programa de Férias

Ética como Modo de Agir com Lélio Lauretti

Programa de Férias

Do Que São Feitos os Sonhos com Vários professores

    • Aguarde o carregamento ... Carregando...
Cálculos das Parcelas
1 x R$600,00
2 x R$300,00
3 x R$200,00

Quem Somos Nós?Instagram
PARCERIA
RÁDIO OFICIAL
APOIO