• Informações
  • Data 16/01/2019
  • Duração: 1 encontro
  • Dia: Quarta-Feira
  • Horário: das 20h às 22h
  • Valor: R$ 0,00
  • Observações: Inscrições gratuitas pelo site, exclusivamente. Vagas limitadas e sujeitas à lotação do espaço.
 

Programa de Férias

Volpi: o Sofisticado Artesão das Bandeirinhas

com Marcos Magalhães Rosa

Atenção: este evento acontece presencialmente na Casa do Saber (rua dr. Mario Ferraz, 414, São Paulo). A ordem de ocupação dos lugares será a ordem de chegada, não sendo possível a reserva de assentos. Após o horário de início os lugares ainda disponíveis serão cedidos para quem estiver aguardando por vaga – procure se organizar e evite atrasos.

Alfredo Volpi é conhecido pelos quadros de bandeirinhas e por ser o maior pintor brasileiro. A fama, no entanto, precede as bandeirinhas e remete à década de 1950, num momento em que o pintor se dedicava à representação de casarios reduzidos a fachadas bidimensionais. A última moda em pintura, naquele momento, eram os movimentos concretistas, nos quais as figuras geométricas puras tensionavam-se nas superfícies das telas. A justaposição que Volpi executava entre paredes retangulares e telhados triangulares insere-se nesse contexto.

Volpi apaixonou os pintores e os críticos dedicados às novidades daqueles anos, mas o fez não só por suas telas, mas também por sua biografia: ele seria um artesão, simples e de origem popular, que elevaria a arquitetura suburbana e o cotidiano brasileiro às alturas da mais sofisticada arte internacional. Aproximar-se da pintura de Volpi é aproximar-se de um sonho de Brasil, no qual a valorização da cultura popular e da dignidade do povo simples possibilita a valorização do país como produtor de uma sofisticada   pintura modernista, ao gosto internacional.

No encontro, o professor apresentará as telas de Volpi e os sentidos que estas tiveram para os críticos e artistas daquele período. Serão discutidas as próprias telas e algumas questões pertinentes à figura deste artista: qual o papel das classes populares no modernismo, quais expectativas de país infundem a valorização do pintor? O que restam desses planos de Brasil e quais os novos sentidos que podemos atribuir hoje a essas obras de arte? 

A aula aberta é gratuita e destinada a apresentar um novo professor ao público da Casa do Saber e, para os novos alunos, é também uma oportunidade de ter contato com o ambiente e a dinâmica das aulas. O tema, geralmente panorâmico, serve como uma porta de entrada para assuntos a serem aprofundados em um futuro curso ministrado pelo professor da aula aberta.


Marcos Magalhães Rosa

Doutorando em história da arte pela Unicamp, dedica-se à relação entre a arte brasileira e a nort...
  • 1
    16/01 Aula aberta

Programa de Férias

Uma Introdução ao Pensamento Liberal com Vários professores

    • Aguarde o carregamento ... Carregando...
Cálculos das Parcelas
1 x R$0,00

Quem Somos Nós?Instagram
PARCERIA
RÁDIO OFICIAL
APOIO