JÁ FOI
  • Informações
  • Início: 30/01/2013
  • Duração: 6 encontros
  • Dias: Quartas-Feiras
  • Horário: das 20h às 22h
  • Valor: 3x de R$260,00
 

Programa de Férias

Introdução à Arte Contemporânea

Gêneros, linguagens, técnicas e artistas
com Fernando Oliva A proposta do curso é fornecer elementos para que o aluno adquira uma visão geral do que se denomina hoje “arte contemporânea”, um termo que atravessa tanto a produção visual propriamente dita (pintura, escultura, vídeo etc.), como as ideias, pensamentos e teorias a ela associados. A intenção é, ainda, favorecer o encontro com um repertório básico de referências teóricas e artísticas relacionadas ao assunto, incluindo o contato com reproduções de algumas das obras contemporâneas mais relevantes.

Fernando Oliva

Crítico de arte, curador e docente da Faap. Integra a Comissão Curatorial do Festival Internacion...
  • 1
    30/01 Pintura: o abandono gradativo de um entendimento moderno de sua prática e seus discursos, em direção a algo novo, mas que por certo tempo não se nomeou. Cézanne, Manet, Van Gogh, Picasso, Duchamp, Malevitch, Andy Warhol, Jasper Johns, Robert Rauschenberg, Martin Kippenberger, Gerhard Richter e outros

  • 2
    06/02 Escultura rumo a outras técnicas (a performance) e outras áreas (a Arquitetura e o Urbanismo). Rodin e Degas na aurora do modernismo escultórico. De Duchamp e Picasso, passando por Brancusi, Giacometti, Calder e Tinguely, para enfim chegar a Walter de Maria, Richard Long, Christo, Tony Cragg, Richard Deacon, Anish Kapoor, Rachel Whiteread, Louise Bourgeois e Damien Hirst

  • 3
    20/02 A fotografia contemporânea e uma das questões mais relevantes que ela teve o poder de resgatar no século 20: a fricção estabelecida entre o “natural” e o “posado”, um problema que é bem mais antigo e remonta ao século 18. Louis Michel Van Loo, Jean-Baptiste Chardin, Walker Evans, Philip-Lorca diCorcia, Philippe Parreno, Jeff Wall e Joan Fontcuberta, entre outros

  • 4
    27/02 Performance: ela deve ser entendida como uma experiência original ou uma reencenação de algo já realizado? Marina Abramovic foi quem convocou e tensionou ao limite as dúvidas históricas da performance e de seu problemático registro. Além da artista iugoslava, serão vistas ações de Vito Acconci, Dennis Openheim, grupo Fluxus, Gilbert e George, Ana Mendieta, Bas Jan Ader e outros nomes fundamentais neste contexto

  • 5
    06/03 Videoarte: seus primórdios se encontram nos anos 1960, quando atravessou e contaminou com novos modos de representação outros movimentos, como o minimalismo, a arte conceitual e a pop. Serão exibidos trechos de obras de Vito Acconci, Nam June Paik, Joan Jonas, Robert Morris, Bruce Nauman, Robert Smithson, Bill Viola e Chris Marker. Entre os brasileiros, Antonio Dias, Lygia Pape, Hélio Oiticica, Regina Silveira e Julio Plaza

  • 6
    13/03 Instalação: o encontro irá refletir sobre a muita criticada mas pouco debatida noção de instalação na arte contemporânea. A ideia de que o ambiente – e consequentemente o espectador – faz parte da obra de arte foi fortalecida a partir da década de 1960, com as propostas de George Segal, Claes Oldenburg, em paralelo aos happenings de Allan Kaprow e Jim Dine. No entanto o termo remonta às décadas de 1910 e 1920, quando as vanguardas históricas e artistas como Kurt Schwitters, Mondrian e Marcel Duchamp anunciaram o problema do espaço, da arquitetura e do espectador em projetos e intervenções. Além destes, serão abordadas as obras de Gordon Matta-Clark, Barbara Kruger, Maurizio Cattelan, Iliá Kabakov, Sophie Calle, Tracey Emin, além dos brasileiros Cildo Meireles, Helio Oiticica e Tunga

Temas contemporâneos

Educar para a Liberdade com José Carlos Machado

    • Aguarde o carregamento ... Carregando...
Cálculos das Parcelas
1 x R$780,00
2 x R$390,00
3 x R$260,00

Quem Somos Nós?Instagram
PARCERIA
RÁDIO OFICIAL
APOIO