JÁ FOI
  • Informações
  • Início: 10/11/2015
  • Duração: 4 encontros
  • Dias: Terças-Feiras
  • Horário: das 20h às 22h
  • Valor: 3x de R$213,33
 

Cinema

Como Ouvir um Filme

Os muitos sons no cinema
com Christian Petermann

O curso faz uma jornada sonora por grandes clássicos do cinema. Os nomes e títulos selecionados são exemplos da importância da composição sonora de uma obra – e não apenas a trilha sonora composta originalmente, mas também o repertório inserido de canções e partituras prévias, os diálogos e sobretudo os silêncios, tão importantes no equilíbrio da obra. Toda obra audiovisual ganha em nuance e riqueza se forem praticados exercícios que ajudem a melhor “ouvir um filme”. Sabendo-se ouvir, e não apenas ver um filme, descobrem-se outras camadas (mais profundas e prazerosas) de interpretação.


Christian Petermann

Jornalista e crítico de cinema há 29 anos, já colaborou com veículos como a revista SET ...
  • 1
    10/11 A construção sonora: qual é a diferença entre “melhor som” e “melhor edição de som”, categorias do Oscar? Exemplos do conjunto sonoro em filmes mudos (Metrópolis, 1927, de Fritz Lang) e em filmes sem diálogos (Meu Tio, 1958, de Jacques Tati)

  • 2
    17/11 O equilíbrio dos vários elementos sonoros: casos positivos de obras que alcançam harmonia plena em seu aspecto melodioso e sonoro (Laranja Mecânica, 1971, de Stanley Kubrick; A Liberdade é Azul, 1993, de Krzysztof Kieslowski; Bastardos Inglórios, 2009, de Quentin Tarantino), contraposto a casos de excessos sonoros (a franquia Transformers, 2007-14, de Michael Bay)

  • 3
    25/11 A obra de quatro grandes mestres, parte 1: a partir de uma panorâmica histórica do conjunto de obra de quatro dos principais trilheiros de todos os tempos, analisar sua maestria no equilíbrio das palavras, sons, músicas e silêncios, a começar pelos veteranos Bernard Herrmann (parceiro de Alfred Hitchcock e criador do famoso tema de Psicose, 1960) e Nino Rota (e seu trabalho junto a Federico Fellini)

  • 4
    01/12 A obra de quatro grandes mestres, parte 2: John Williams (Tubarão, 1975; Star Wars, 1977-83) e Danny Elfman (parceiro de Tim Burton) – como a obra destes trilheiros configura características do cinema moderno


    • Aguarde o carregamento ... Carregando...
Cálculos das Parcelas
1 x R$640,00
2 x R$320,00
3 x R$213,33

Quem Somos Nós?Instagram
PARCERIA
RÁDIO OFICIAL
APOIO